Local x Estrangeiro

  • Brasileirão Série A
  • Copa do Brasil
  • Libertadores
Foto de Danilo Cruvinel Danilo Cruvinel3 ANOS, 10 MESES ATRÁS
4 0

O Flamengo contratou o colombiano Reinaldo Rueda como técnico. A chegada de Rueda reacendeu um tópico que é discutido toda vez que algum treinador estrangeiro chega ao futebol brasileiro: A vinda de técnicos estrangeiros tira espaço dos treinadores nacionais?

O técnico do Botafogo, Jair Ventura foi o primeiro a se pronunciar sobre o assunto e em entrevista a Fox Sports afirmou: "Não que eu seja contra os estrangeiros trabalharem aqui, mas estamos perdendo mercado já fora. Daqui a pouco perdemos o interno. Então do que adianta se preparar, estudar? Venho fazendo cursos sempre, me preparando. As pessoas tem que primeiro olhar para cá, para depois olhar para fora. Isso (chegada de técnicos estrangeiros) eu não vejo de uma maneira legal. Respeito a decisão, ele é um grande treinador, acho que pode dar certo. Mas estou falando em nome dos treinadores, como jovem e brasileiro. Isso é muito ruim".

Algumas pessoas criticaram Ventura, principalmente por entenderem que o técnico do Botafogo estava  fazendo uma crítica a contratação de Rueda em particular. Devido a isso, o comandante do Sport, Vanderlei Luxemburgo, tentou defender Jair Ventura. "Os comentários do Jair não foram em relação ao treinador Rueda, e sim à estrutura do futebol brasileiro. Eu entendi bem o que ele quis dizer. E não é corporativismo, é uma questão conceitual. O que eu penso sobre isso? O técnico estrangeiro pode vir ao Brasil, mas ele tem que seguir as normas que teriam que existir no futebol brasileiro. Para eu ser técnico do Real Madrid e ser aceito, a CBF teve que enviar para o clube e para a federação espanhola o meu currículo e confirmar que eu era técnico no Brasil - disse Luxembrugo, em trecho do seu longo texto publicado em uma rede social".

Se Rueda vai ter sucesso no futebol brasileiro só o tempo vai dizer. Mas, a discussão sobre técnicos estrangeiros tirarem espaço dos treinadores locais não começou hoje e também não vai terminar tão cedo. A discussão é válida e podemos levantar pontos favoráveis e contrários para os dois lados.

Como Jair Ventura e Vanderlei Luxemburgo citaram, é preciso haver critério para a contratação de treinadores estrangeiros. Além disso, é necessário que existam regras. Não para só para os técnicos estrangeiros, mas para todos os treinadores que trabalham no Brasil. Quem acompanha futebol sabe que os bastidores esportivos são uma várzea, de um amadorismo que beira o ridículo.

Por outro lado, convido os leitores a fazerem um exercício mental. Quantos técnicos brasileiros vocês conhecem que fizeram sucesso treinando equipes fora do Brasil? Nenhum. Agora, quantos treinadores sul-americanos fizeram sucesso treinando times estrangeiros, principalmente na Europa? Diego Simeone,  Mauricio Pochettino, Marcelo Bielsa, Manuel Pellegrini, Jorge Sampaoli, entre outros. O que todos estes treinadores sul-americanos têm em comum? Conhecimento tático. Até mesmo Bielsa, que é maluco, é um monstro quando se fala de tática. E convenhamos: Na Europa se, conhecimento tático, você é ninguém. E isso vale para treinadores e jogadores.

Não estou afirmando que os treinadores brasileiros são piores do que os treinadores sul-americanos. Mas, é preciso ser humilde é admitir que a maioria dos técnicos brasileiros estão muitos anos-luz atrás dos treinadores sul-americanos em questões como conhecimento tático e disciplina tática, por exemplo. O argentino Montillo, que fez sucesso no Cruzeiro e encerrou a carreira no Botafogo em 2017, afirmou que vai estudar para se tornar treinador. Perguntaram para ele onde iria estudar. Como ele mora no Brasil, muita gente esperava que a resposta fosse ser algum curso de treinador aqui no Brasil, mas a resposta dele oposta: "Vou para Buenos Aires. A melhor escola para treinadores na América do Sul fica na Argentina".

Como amante do basquete, estou acostumado a ver treinadores estrangeiros em praticamente todas as ligas de basquete. Seja na NBA, na ACB (Espanha), NBB (Brasil), Itália, Grécia, Rússia, ou nas seleções. Não vejo muito problema na contratação de estrangeiros, principalmente se eles forem melhores do que os treinadores locais. Isso ainda ajuda para que os locais se mexam e trabalhem mais para melhorarem.

Precisamos preparar melhor os nosso treinadores. Precisamos preparar melhor nossos dirigentes. Com a preparação e o conhecimento adequados, há espaço para todos no futebol. Tanto para os treinadores locais, quanto para os treinadores estrangeiros. E no fim que ganha somo nós, amantes do esporte, pois quanto melhores forem os treinadores, melhores serão os jogadores e melhores serão os jogos.

Comentários

NOVOS COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a comentar!

jogos de hoje
Nenhuma partida encontrada

:(
Não temos jogos hoje nos campeonatos que fazemos cobertura.

Ir para a Página Inicial